A crisis of the romanistic tradition: prospects for the historiagrphy of roman law

AutorWalter Guandalini Jr
CargoDoutor em Direito do Estado (UFPR)
Páginas31-41
37
A CRISE DA TRADIÇÃO ROMANÍSTICA:
PERSPECTIVAS PARA UMA HISTORIOGRAFIA DO
DIREITO ROMANO
[A CRISIS OF THE ROMANISTIC TRADITION:
PROSPECTS FOR THE HISTORIAGRPHY OF ROMAN
LAW]
WALTER GUANDALINI JR - Brasil1
Resumo: o presente artigo pretende traçar um panorama histórico da tradição ro-
manística ocidental, avaliando os sentidos atribuídos ao direito romano clássico nos
diversos momentos em que o saber jurídico lhe deu nova vida. Conclui com um diag-
nóstico da crise por que passa a tradição romanística no presente, apontando a reto-
mada histórica do direito romano como a saída possível.
Palabras-chave: Direito romano – Historiograa – Tradición.
Abstract: this paper outlines a historical overview of western romanistic tradition,
evaluating the meanings attributed to Classical Roman Law on the dierent periods
in which legal knowledge revitalized it. The article concludes by diagnosing the crisis
faced by romanistic tradition nowadays, suggesting its historical recovery as the only
way out of it.
Keywords: Roman law – Historiography – Tradition.
I. Introdução
O direito criado pelos romanos, elaborado como aparato regulador altamente especia-
lizado, foi o único modelo da Antiguidade a se armar como tecnologia social com
estatuto forte, isolando-se de qualquer outra produção cultural ou centro institucional
de disciplinamento social (religião, moral, política) – como não foram capazes de
fazer os gregos, hebreus, chineses ou hindus. Esse isolamento formalista permitiu ao
direito obter uma identicação autônoma, clara e denitiva, que deixou a sua marca
na constituição da civilização ocidental.
1. Doutor em Direito do Estado (UFPR), membro do Núcleo de Pesquisa Direito, História e Subjetividade
(UFPR), do Instituto Brasileiro de História do Direito (IBHD) e do Instituto Latinoamericano de Historia del De-
recho (ILAHD). Advogado da Companhia Paranaense de Energia (COPEL) e professor da Universidade Federal
do Paraná (UFPR).
Artículo recibido: 14/08/2013. Artículo aceptado: 30/08/2013.
Iushistoria, Año 6, № 6 (2013).
© Universidad del Salvador. Facultad de Ciencias Jurídicas y Facultad de Historia, Geografía y Turismo. ISSN
(Impresa) 1852-6225, ISSN (En Línea) 1852-3522.

Para continuar leyendo

Solicita tu prueba